5G: O caminho rumo a uma logística melhor conectada

Concebida para melhorar a conectividade, a quinta geração de redes móveis promete revolucionar processos em todos os setores.

Não há dúvida de que a quinta geração transformará a conectividade móvel como é conhecida, mas somada aos dispositivos de Internet das Coisas (IoT), irá oferecer novos cenários para a melhoria das empresas e das operações logísticas.

Concebida para melhorar a conectividade por meio de redes, a quinta geração (5G) de tecnologias da rede móvel promete revolucionar muitos setores, principalmente o de logística, que será favorecido graças à rápida transferência de dados, que podem ser utilizados de forma otimizada na gestão da cadeia de abastecimento, serviços de transporte e pequeno mercado, entre outros.

Cada vez mais empresas baseiam seus processos de tomada de decisão em dados coletados de diferentes fontes, um processo que agora é padronizado para otimizar as operações e prever o desempenho futuro. Para isso, e para consolidar processos logísticos rápidos, seguros e confiáveis, os dados aos quais a tecnologia de quinta geração dá acesso podem se tornar indispensáveis.

Para exemplificar, vale a pena olhar para o 5G e IoT como uma dupla, já que permite um monitoramento exaustivo das mercadorias, pois ter um grande número de dispositivos conectados simultaneamente, facilita o acesso às informações em tempo real com a maior quantidade de dados e melhor precisão.

Possíveis transformações da quinta geração da rede móvel no setor de logística 

1. Perdas menores graças à disponibilidade de dados

Ao instalar sensores IoT habilitados para 5G em produtos, uma grande variedade de dados, como localização, temperatura, umidade, pressão e informações adicionais importantes para gerenciar adequadamente os bens em uma cadeia de suprimentos, fica disponível. Isso pode representar menos perda devido a erro humano.

2. Maior visibilidade e controle sobre os sistemas de transporte

A tecnologia da internet 5G tem o potencial de otimizar as comunicações entre veículos e melhorar a segurança no trânsito, o que é fundamental em tempos em que os veículos autônomos estão ganhando destaque. Da mesma forma, o 5G pode alterar positivamente a comunicação entre veículos e infraestrutura (por exemplo, semáforos) e contribuir para melhorar o tráfego, reduzindo fatores de risco externos e a eficiência do transporte público.

3. Digitalização de processos e mais velocidade

Ao contrário da quarta geração, a quinta pode conectar mais usuários e até cem vezes mais rápido. É capaz de suportar mais de 1.000 dispositivos em velocidades de até 10 gigabits por segundo, o que pode implicar em maiores áreas de cobertura e comunicação mais rápida para abrir oportunidades em operações logísticas, tornando-se um facilitador chave para análises orientadas a dados e tomada de decisão com Big Data e inteligência artificial.

4. Operações portuárias ágeis e seguras

Com o 5G, será possível digitalizar uma infinidade de processos alfandegários que geralmente são feitos manualmente e tendem a complicar a movimentação de mercadorias nos portos. A mais recente tecnologia, que integraria sistemas de transporte inteligentes, sensores, câmeras e dispositivos móveis conectados em rede, permitiria formar um sistema de comunicação integrado mais ágil e fácil de controlar.

5. Compatibilidade total com aplicativos de realidade aumentada

Ao suportar uma rede de quinta geração, os aplicativos de realidade aumentada usados ​​em logística poderiam ser significativamente melhorados, pois permitiriam atualizações instantâneas sobre os movimentos de carga, otimizariam a experiência do usuário em termos visuais e aumentariam a eficiência do pessoal encarregado das operações de armazenamento. No curto prazo, esses desenvolvimentos resultariam em menos perdas de dados e mercadorias.

Informe, compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

CAMPARTILHE E DESTAQUE-SE

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin