Trabalhadores da ferrovia Oeste-Leste entram greve por tempo indeterminado.

04-04-2014 09:29

Após assembleias realizadas nas bases sindicais de Ilhéus, Jequié e Brumado, os trabalhadores da VALEC - Engenharia, Construções e Ferrovias S.A., que atuam na construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), entraram em greve a partir desta terça-feira (1°), aderindo ao movimento nacional, por tempo indeterminado.

Segundo Antônio Eduardo, um dos diretores do Sindicato dos Ferroviários e Metroviários da Bahia e Sergipe (Sindiferro), os trabalhadores pararam as atividades "por conta do atraso na decisão do acordo coletivo 2013/2014, que ainda não foi discutido e tinha como data-base novembro de 2013".

Na última semana, os sindicatos envolvidos se reuniram com representantes da empresa, no sentido de chegar a um acordo, porém, não obtiveram êxito. A direção da VALEC comunicou que o Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST) não autorizou que o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2014, com data-base em novembro, fosse firmado.

Entre as reivindicações dos trabalhadores estão o aumento de 3% no salário, o cumprimento do plano de cargos e salários, e a contratação de plano de saúde, seguro de vida e Previdência Complementar.

Segundo Antônio, o sindicato já entrou com Dissídio Coletivo de Greve no Tribunal Regional do Trabalho para audiência de conciliação. A audiência deve ocorrer ainda essa semana.

Fonte: Correio / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.


 

Voltar