Superporto de Rio Grande investirá R$ 67 milhões.

26-09-2016 09:08

O píer será multiuso conforme o Plano Diretor do porto e consiste na construção de uma ponte de acesso e plataforma de operação

A Superintendência do Porto do Rio Grande (Suprg) realizará no dia 20 de outubro uma audiência pública para debater o novo píer multiuso, que deve ser instalado no Superporto, parte do complexo do Porto do Rio Grande. O novo local de atracação terá preferência para embarcações de gás natural liquefeito integrando-se a novos projetos que podem ser instalados em Rio Grande.

O píer será multiuso conforme o Plano Diretor do porto e consiste na construção de uma ponte de acesso e plataforma de operação. Será uma área de 447 metros quadrados sobre a terra e mais 3 mil metros quadrados sobre o canal. A obra deve durar 15 meses, a partir da licença de instalação até a licença de operação. Devem ser gerados 138 empregos diretos e 600 indiretos durante o processo. O custo total do empreendimento será de R$ 67 milhões e quando concluído será repassado para administração da Suprg.

"Será um novo berço de atracação para o complexo portuário, que vai auxiliar a aumentar a movimentação do complexo dando preferência a um segmento de produto novo, não somente para o porto como também para todo o estado, já que a interligação desse píer com projetos como o da Usina Termoelétrica, que deve ser implantada na cidade, garantirá uma condição única a Rio Grande. Só no caso da usina poderemos gerar cerca de 30% da energia consumida no estado", afirma Janir Branco, diretor-superintendente do porto. O novo píer ficará localizado entre os terminais da Braskem e Transpetro, na área do Superporto.

Fonte: Grupo Amanhã / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar