Portos da Bahia: Wagner acena com a possibilidade de arrendamento.

01-08-2011 22:21

 

O governador Jaques Wagner defendeu mais uma vez a utilização de recursos privados para modernização dos portos da Bahia. Wagner disse, em entrevista ao jornal Correio, que se o governo federal não liberar os recursos para os portos baianos, que precisam para se modernizar, partirá ainda este ano para um regime de parceria com a iniciativa privada, criando uma modalidade nova de arrendamento para o Porto de Aratu.

O governador afirmou que existem vários grupos privados interessados em investir e citou um estudo do grupo Log-In, da Vale, e da Braskem. Segundo ele a proposição seria de investimentos da ordem de R$ 2 bilhões na modernização do Porto de Aratu, mas disse que estes investimentos não podem ser feitos no regime de concessão, pois a lei brasileira não permite.

Wagner aventou então a possibilidade de arrendamento, possível na modelagem atual, e disse que tem empresas interessadas em investir nesse sistema. Afirmou ainda que o porto de Aratu precisa de investimentos da ordem de R$ 700 milhões e que vai levar isso à Presidente Dilma, mas que o tempo de fazer o investimento já foi ultrapassado.

Disse ainda que já tem o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) e o pedido de licenciamento na Agência Nacional de Transportes Aquaviários - Antaq e que saindo isso serão iniciados os investimentos privados.

O jornal Correio vai realizar um seminário sobre o tema no próximo dia 4, na Federação das Indústrias do Estado da Bahia.

Fonte: Bahia Econômica / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

Voltar