Portos: NE ainda não usa todo o potencial.

29-01-2014 08:08
 

 

A posição privilegiada que os portos nordestinos possuem é um dos maiores triunfos para o desenvolvimento da região. A opinião é de Adalberto Marcondes, diretor executivo do Instituto Envolverde e mediador da primeira edição de 2014 da série Diálogos Capitais, promovido pela revista CartaCapital e que ocorre hoje, no Centro de Eventos do Ceará. Segundo ele, é possível expandir a atuação dos equipamentos nos próximos anos.

"A região Nordeste tem capacidade para estar dentro de uma cadeia de valor mais ampla, que permita que ela não seja apenas uma exportadora de commodities e de matéria-prima, mas também uma importadora de produtos de tecnologia. Há uma posição privilegia do ponto de vista logístico", afirma Marcondes.

Conforme o diretor executivo do Instituto Envolverde, porém, algumas melhorias precisam ocorrer para que os portos nordestinos alcancem todo o potencial. "Temos problemas de estruturas ferroviária e rodoviária, que dão acesso aos portos, além da capacidade de manipular as cargas. O governo fará um investimento de R$ 31 bilhões nos próximos anos e isso vai ajudar".

Fonte: Diário do Nordeste / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.


 

Voltar