Porto de Ilhéus está entre os que serão privatizados ano que vem.

06-12-2012 20:44

O governo federal anuncia hoje uma reforma nas regras do jogo do setor de portos no Brasil. O pacote Portos - Programa de Investimentos em Logística que a presidente Dilma Rousseff lançará deve estimular investimentos públicos e privados de até R$ 60 bilhões entre 2013 e 2030, segundo integrantes da equipe econômica e assessores presidenciais.

Cerca de R$ 35 bilhões devem ser investidos até 2015. Ao menos quatro portos serão concedidos à iniciativa privada em leilões programados já para o primeiro semestre de 2013: Manaus (AM), Ilhéus (BA), Águas Profundas (ES) e Imbituba (SC).

A presidente Dilma quer incentivar uma "forte competição" entre os portos e, assim, reduzir os preços praticados no mercado brasileiro. O governo tem pressa e corre contra o tempo.

Estudos internos apontam que, até o começo de 2014, toda a capacidade dos portos do Sudeste estará ocupada, bem como 90% dos terminais no Sul e cerca de 70% dos portos no Nordeste.

Para permitir maior competição entre os portos e promover um grande salto nos investimentos, a presidente vai flexibilizar as regras atuais e, tal como já fez com aeroportos, rodovias e ferrovias, dobrar barreiras ideológicas.

Será permitido, a partir de agora, que empresas ou consórcios privados operem terminais privativos em áreas públicas dos portos sem, no entanto, ter um elevado patamar de carga própria para escoar.

Fonte: Correio / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar