Porto de Paranaguá terá plano para disciplinar acesso de caminhões.

23-05-2011 20:24

A Secretaria de Infraestrutura e Logística, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a prefeitura de Paranaguá e a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) vão elaborar um plano integrado para disciplinar o acesso de caminhões ao porto de Paranaguá. O objetivo é contribuir para a melhoria da produtividade do setor de transporte, dar melhor condição de trabalho aos motoristas e garantir a segurança da população. Atualmente, 70% dos grãos que chegam a Paranaguá são transportados por caminhão.

O assunto foi discutido nesta segunda-feira (23), em Curitiba, durante reunião entre o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, o superintendente Regional do DNIT, José da Silva Tiago; o diretor-geral da Secretaria de Infraestrutura, Aldair Wanderlei Petry; e o superintendente em exercício da Appa, Lourenço Fregonese, acompanhado do diretor-financeiro, Carlos Roberto Frisoli, do diretor-técnico Paulinho Dalmaz e do procurador Maurício Sá Ferrante. Também participou do encontro o deputado federal Alex Canziani.

“O acesso de caminhões ao Porto de Paranaguá precisa ser disciplinado para que todo o setor de transportes ganhe produtividade na chegada ao terminal marítimo e o tráfego urbano da cidade não seja prejudicado, afetando o dia a dia dos moradores e o turismo histórico na cidade”, disse Richa Filho. Segundo ele, a intenção é apresentar o plano em Brasília no mês que vem.

De acordo com o secretário, encontrar uma solução adequada para os 1.800 caminhões/dia que levam grãos até o porto no pico da safra e adequar a circulação dos veículos pesados ao sistema viário municipal são fundamentais para a economia do estado e do município, com ganhos positivos à logística.

“Para que isto aconteça já na próxima safra, é preciso definir as metas, projetos e obras nos três níveis de governo, sem esquecer que fora da safra circulam pela cidade 400 caminhões/dia”, afirmou o secretário.

SEGURANÇA – O principal acesso ao Porto de Paranaguá é feito pela BR-277. Os motoristas podem estacionar no Pátio de Triagem, com capacidade para mil caminhões (1.500 em rotatividade). A partir do pátio, o acesso ao porto passa pela rodovia (BR-277) e por uma rua paralela à rodovia federal. As duas vias cortam áreas povoadas de Paranaguá, gerando conflitos com o tráfego urbano.

“Precisamos estudar eficientes sistemas de circulação, incluindo a adoção de modernas placas de sinalização, evitando perigos para a população e proporcionando aos motoristas rapidez em direção aos pontos de descarga, após a viagem desde as regiões produtoras”, destacou José Richa Filho. “Gerar melhores condições operacionais e de segurança no sistema viário de acesso ao porto é obrigação do poder público”, acrescentou.

GESTÃO INTEGRADA – A melhoria do acesso rodoviário ao Porto de Paranaguá integra as propostas da Secretaria de Infraestrutura e Logística para dinamizar a economia estadual por meio da gestão integrada entre os vários modais.

“Estamos finalizando um contrato de gestão entre os dirigentes dos vários órgãos envolvidos com a infraestrutura para que o Estado do Paraná possa desempenhar o seu papel de facilitador e indutor de desenvolvimento em todos os setores”, lembrou Richa Filho.

“Com os novos procedimentos administrativos, que incluem ações para a elaboração de um plano aeroviário para todo o Estado, extensão da ferrovia estadual e discussão para obras rodoviárias no Anel de Integração, estamos, neste início de governo, promovendo uma moderna ação logística que beneficiará o porto de Paranaguá”, disse o secretário.

Fonte: sonoticias.com.br - Adaptado pelo Site da Logística.

Voltar