Porto de Aratu começa a exportar minério de ferro.

08-08-2011 23:23

 

A Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), empresa controlada pela Vale, e a Arc Alfa assinaram, nesta quinta-feira (4), na Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), ocontrato para o transporte de minério de ferro entre a região do município baiano de Iaçupara o Porto de Aratu, no litoral baiano. O contrato prevê o transporte de quase quatro milhões de toneladas até 2016.

No próximo ano devem ser escoadas pelo corredor logístico, aproximadamente 360 mil toneladas de minério de ferro anuais. Em 2013, 550 mil, e partir de 2014, um milhão. Se fosse feito pelo modal rodoviário, o transporte de 3,9 milhões demandaria quase 14,5 mil viagens de caminhão.

Para realizar o transporte do minério, será construído um terminal no município de Iaçu. De lá, a carga seguirá por cerca de 300 quilômetros de linha férrea até o porto, localizado em Candeias. "A parceria dará mais competitividade ao minério da Arc Alfa, já que a ferrovia é o meio de transporte ideal para o minério. Temos certeza de que a exportação da carga logo trará impactos positivos na balança comercial da Bahia", afirma o diretor-presidente da FCA, Marcello Spinelli.

O diretor de Logística da Arc Alfa, Paulo Oliva, diz que a empresa está "muito contente com essa parceria com a FCA e confiante no potencial da produção da região de Iaçu. Este é apenas o passo inicial. Vamos contribuir muito com o desenvolvimento da Bahia". Durante a reunião, o diretor-presidente da FCA, anunciou ao Governo da Bahia que faráa recomposição da linha férrea do porto de aratu e investimentos em torno de R$ 30 milhões.

Produção - As reservas da Arc Alfa na região central da Bahia são estimadas em 2,7 bilhões de toneladas de minérios em 87.302 hectares. A alta qualidade dos minérios da Arc Alfa, aliada a excelente condição geológica das reservas, permitirá a produção de três tipos de minérios de ferro - lump ore, hematitinha e sinter feed.

Segundo o vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, Otto Alencar, a Bahia vem investindo muito na área de infraestrutura. "Esse acordo facilitará o escoamento de minério de ferro. Também estamos lutando para escoar os grãos do oeste baiano, com a implantação da ferrovia Oeste Leste. Em breve, creio que também estaremos anunciando mais obras para os baianos".

Fonte: Jornal Bahia Online / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

Voltar