Pesquisa da Amcham revela modal aéreo como alternativa para contornar deficiências logísticas.

14-06-2011 17:33

Empresários, executivos e gestores da cadeia logística ouvidos em pesquisa da Amcham (Câmara Americana de Comércio) são unânimes (100%) na avaliação de que o modal aéreo é uma alternativa importante para enfrentar, ao menos parcialmente, as deficiências logísticas do País, que comprometem as mais diversas formas de transporte de produtos.

O clima de otimismo do empresariado também é detectado com relação a um possível aproveitamento para transporte de cargas da infraestrutura aeroportuária que está sendo planejada para Copa e Olimpíadas. Mais da metade (62%) dos consultados acredita que isso será viável e 29% enxergam essa oportunidade pelo menos de modo parcial.

O levantamento, realizado com 21 representantes do segmento durante comitê da área da Amcham-São Paulo no último dia 17 de maio, identificou também a visão do empresariado de logística em relação à aplicabilidade do transporte aéreo de cargas para os variados tipos de produtos. Para uma parcela de 57% dos entrevistados, trata-se de uma forma de transporte válida apenas para cargas de baixo volume, alto valor agregado ou que necessite de rapidez na entrega. Os outros 43% avaliam que essa é uma alternativa viável para qualquer mercadoria.

Os consultados pela Amcham ainda sinalizaram pontos que, em sua visão, são os principais gargalos presentes hoje no transporte aéreo de cargas no País: estrutura administrativa burocrática dos órgãos envolvidos no processo (89%); baixa disponibilidade de espaços e alto custo de armazenagem de cargas em aeroportos (64%); elevados custos em relação a outras modalidades logísticas (49%); insuficiência e concentração geográfica dos aeroportos (40%); e baixa interação com outras modalidades logísticas (35%).

Comitê de Logística - O comitê de Logística (TIC) da Amcham-São Paulo reúne diretores, gerentes e executivos de grandes, médias e pequenas empresas da cadeia logística para discutir assuntos que envolvem diretamente o segmento.

No encontro do dia 17/05, ocasião onde foi aplicada a pesquisa, foi debatido o tema "Logística aeroportuária, uma alternativa com potencial", com as presenças de Luiz Antonio Felix Ferreira, coordenador de Logística de Carga Aérea da Superintendência Regional de São Paulo da Infraero; Gustavo Santi, gerente de Operações Aéreas da DHL Global Fowarding; e Carlos Figueiredo, diretor de Cargas da Gollog.

Fonte: Revista Mundo Logística - Adaptado pelo Site da Logística.
 

Voltar