Maiores investimentos em portos vão para terminais do pré-sal.

11-06-2013 21:41

O diretor-geral substituto da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Pedro Brito, disse nesta quinta-feira (6), que projetos de novos terminais portuários offshore para o atendimento do pré-sal são os maiores, em termos financeiros, entre os 123 pedidos de autorizações que chegaram à agência nos últimos meses, depois que foi editada a MP dos Portos, convertida na Lei 12.815/2013.

Brito disse que, da previsão de R$ 25 bilhões em novos investimentos nesses terminais apresentada ontem pela ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), R$ 23,5 bilhões referem-se a 63 terminais portuários, enquanto que os demais investimentos serão feitos em estações de transbordo (onde as cargas não costumam ter seu destino final ou sua partida), que passarão a ser usadas também para navegação de cabotagem.

Desses projetos de novos terminais, existem 15 com orçamento acima de R$ 1 bilhão, dos quais muitos atenderão aos blocos produtores de óleo e gás a partir do pré-sal. Doze pedidos de novos terminais são destinados ao litoral fluminense e entre seus empreendedores estão Petrobras, Queiroz Galvão e OSX.

Segundo Brito, até junho a Antaq abrirá essas 123 propostas para a manifestação de interessados em concorrer com os autores dos pedidos pela instalação. Se não houver concorrentes interessados, as primeiras licenças poderão sair já em agosto, dependendo dos documentos apresentados pelos interessados.

Brito afirmou hoje que um decreto que o governo deverá publicar em cerca de 15 dias vai trazer os princípios pelos quais a agência levará em conta os valores de tarifas e a capacidade de transporte de carga para determinar os vencedores dos arrendamentos que serão levados a leilão a partir de novembro. "Mas critérios específicos para cada projeto serão definidos em cada edital, variando, por exemplo, conforme a carga transportada, como contêineres, granéis sólidos e líquidos".

Fonte: Agência O Globo / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar