Logística reduz custos e melhora produtividade no transporte de cargas.

19-07-2011 20:14

Muitos empresários do setor rodoviário de cargas já enfrentaram este dilema: como aumentar os lucros da empresa, melhorar a produtividade dos caminhões, mas sem alterar os preços e perder competitividade? Na última sexta-feira, o pós-doutor em transporte, Douglas Tacla, trouxe a resposta aos participantes de uma palestra na 13ª Transpo-Sul.

Vice-presidente para a América Latina de uma multinacional em logística de transportes, Tacla mostrou que a solução é reduzir custos nas atividades das empresas. Segundo ele, é possível lucrar até 20% a mais com a melhoria da produtividade e com um planejamento eficiente das rotas dos caminhões, a partir da diminuição dos pontos de entrega.

Ele afirmou que para buscar essa diminuição de custos existem problemas que precisam ser resolvidos. Entre eles, por exemplo, a falta de colaboração entre embarcadores e transportadores, estradas ruins, planejamento deficitário de compras e vendas, além da perda de tempo em congestionamentos e filas para carga e descarga.

"A alteração de preços, sem aumento de produtividade, não é sustentável. Isso pode prejudicar empresas tradicionais do mercado e deixá-las à beira de um colapso", destacou Tacla. Segundo o especialista, essa melhoria em logística é o caminho para que os empresários não se preocupem mais com os preços dos serviços oferecidos aos clientes.

Eficiência - Para mostrar que a redução de custos é eficiente, ele apresentou alguns casos concretos. Um deles foi o de uma rede de supermercados da Região Centro-Oeste. A empresa utilizava um número elevado de caminhões para transportar cargas de São Paulo a Brasília.

Com logística e planejamento, eles aumentaram a carga por veículo e diminuíram o número de paradas. O resultado foi a redução de 86% no número de caminhões utilizados: de 262 para 36. Não houve necessidade de diminuir os preços para deixar a empresa competitiva ou aumentá-los para compensar algum prejuízo.

Fonte: Confederação Nacional dos Transportes (CNT) - Adaptado pelo Site da Logística.

Voltar