Log-In lança nova rota de cabotagem no Pará e no Maranhão.

21-06-2012 20:02

Festejando hoje, 21 de junho, 5 anos de existência, a empresa lança novo serviço ligando portos do Norte e Nordeste ao restante do país e ao Mercosul.

No próximo dia 21 de junho, a Log-In Logística Intermodal completa 5 anos de existência. Líder em investimentos na navegação de cabotagem no Brasil, a Log-In é a primeira empresa no Brasil a oferecer soluções integradas para movimentação portuária e transporte de contêineres porta-a-porta. Atualmente, a sua extensa malha logística cobre cerca de 80% do PIB nacional, integrando as principais regiões do Brasil ao Mercosul. “Acreditamos no potencial da cabotagem para alavancar a competitividade da indústria brasileira com o equilíbrio da matriz de transportes”, afirma Vital Jorge Lopes, Presidente da Log-In.

O compromisso com a integração do país será reforçado em agosto deste ano, quando a Log-In começará a operar seu novo serviço Costa Norte. A rota ligará o Pará e Maranhão aos principais portos do Brasil e Mercosul. A empresa será a única brasileira a oferecer o serviço de cabotagem nesses estados. Com frequência quinzenal, o novo serviço será feito pelo navio Log-In Pantanal, que tem capacidade para transportar até 1.700 TEUs. Além de Itaqui (MA) e de Vila do Conde (PA), a rota Costa do Norte passará também pelos portos de Suape (PE) e Fortaleza (CE).

Atualmente, a Log-In está em fase adiantada de construção do Log-In Tambaqui, no estaleiro Eisa, na Ilha do Governador (RJ). Este é o terceiro navio de uma encomenda de sete que a Log-In tem com o Eisa, sendo cinco do tipo porta-contêiner, dos quais dois já estão em operação, e dois graneleiros, cridos para atender ao contrato de 25 anos com a Alunorte para viagens consecutivas entre o Porto Trombetas e o Porto de Vila do Conde, ambos no estado do Pará. A operação irá movimentar 150 milhões de toneladas de minério de bauxita a granel no período.

Todas as embarcações encomendadas pela Log-In ao Eisa estão incluídas no PAC – Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal. O investimento total é superior a R$ 1 bilhão, utilizando recursos do FMM – Fundo da Marinha Mercante ¬ – por meio de repasse do BNDES. Até 2013, a Log-In lançará ao mar um novo navio a cada seis meses. O projeto com a Alunorte faz parte da estratégia da Log-In em desenvolver soluções especializadas para logística de cargas na cabotagem brasileira, mediante contratos de longo prazo.

A empresa - A Log-In Logística Intermodal oferece soluções de logística no transporte intermodal no Brasil e no Mercosul, trazendo para o mercado a sua expertise em planejamento, gerenciamento e operação de cargas conteinerizadas. A empresa administra e opera o Terminal Portuário de Vila Velha (TVV), além de oferecer serviços logísticos com base na navegação costeira. Possui também terminais terrestres intermodais para movimentação e armazenagem de cargas, complementando seus serviços com transporte rodoviário de curta distância, além de oferecer serviços de planejamento e gestão logística para outras companhias.

Mais de 1.500 empresas fazem parte da carteira de clientes da Log-In, entre elas, grandes representantes das indústrias de Alimentos, Bebidas, Siderurgia, Química, Têxtil, Higiene & Limpeza, Automobilismo e Eletroeletrônica. Para atendê-los, a companhia conta com cerca de 1.100 empregados, distribuídos por 16 unidades no Brasil, uma em Buenos Aires, na Argentina, e outra em Montevidéu, no Uruguai.

A Log-In atua em mercados que estão em crescimento no Brasil, focando suas atividades na movimentação e transporte de contêineres. A opção pelo transporte intermodal com base marítima e ferroviária de contêineres não beneficia somente os clientes, mas também reduz custos logísticos e as emissões de gás carbônico.

História - A Log-In encerrou sua operação de abertura de capital em 25 de junho de 2007. Hoje, a Vale detém 31,3% da companhia e o restante do capital está pulverizado no mercado. Mais de 27 mil investidores pessoas físicas e clubes de investimento adquiriram ações da empresa na abertura de capital, um recorde no mercado brasileiro de ações.

A origem da Log-In remonta a 1962, quando foi criada a Docenave, uma subsidiária da CVRD com atuação no transporte marítimo de granéis sólidos de longo curso e apoio portuário. Em 1998, a Vale firmou contrato de arrendamento para a exploração do Terminal de Vila Velha, e, em 1999, foi iniciada a operação de navegação costeira.

Em 2001, a Log-In abriu sua operação de transporte ferroviário para a movimentação de cargas conteinerizadas de seus clientes e, em 2002, após uma reestruturação interna na CVRD, foi criada na área de Logística uma equipe dedicada integralmente à prestação de serviços integrados de transporte marítimo e ferroviário de contêineres para terceiros. A Log-In foi criada para consolidar, em uma nova empresa, todas as equipes e operações voltadas para o planejamento, gerenciamento e operação de cargas conteinerizadas. Esta operação foi concluída com a abertura de capital da empresa.

Fonte: segs.com.br - Adaptado pelo Site da Logística.

 

 

Voltar