Infraestrutura ineficiente impede crescimento do País.

02-03-2012 20:47

"O Brasil tem uma das piores infraestruturas de logística entre os países do Bric , os Estados Unidos e o Canadá". A Afirmação é do executivo Gabriel Charilaos Vlavianos. Segundo ele, por termos ficado décadas sem investir, isso acaba se refletindo nos gargalos do estado da nossa infraestrura. "Hoje, temos capital, o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e investimentos estrangeiros, mas continuamos com a falta de planejamento e, mesmo com o PAC, se compararmos com os países desenvolvidos ou com altas taxas de crescimento, ainda estamos apenas engatinhando. O setor público investe 1% do PIB (Produto Interno Bruto) em IE (Investimentos Externos), e o setor privado 2%, bem abaixo da média de 5% desses outros países", compara.

Para Gabriel Charilaos Vlavianos o País conta, atualmente, com uma infraestrutura logística estrangulada: "Imagine um País com mais de oito milhões de quilômetros quadrados de área e só 200 mil km de estradas - muitas esburacadas -, 12 mil de ferrovias e 7 mil de hidrovias para transportar tudo o que produz, consome e exporta. Este é o Brasil!", critica. E ele vai além: "O pior é que no decorrer das últimas três décadas, a produção do agro brasileiro intensificou sua interiorização, com a transformação de áreas impróprias para o cultivo em solos férteis, mas como a infraestrutura não cresceu de maneira semelhante, transportar os produtos até os portos, principais centros consumidores do mercado interno, tornou-se um processo cada vez mais complicado e custoso", finaliza.

Fonte: Guia Marítimo / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar