Ibama suspende licença ambiental da ferrovia Oeste-Leste na Bahia.

21-07-2011 23:07

 

O Ibama suspendeu anteontem a licença ambiental da ferrovia Oeste-Leste, uma das prioridades do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).

De acordo com o órgão ambiental federal, a Valec, empresa estatal do setor de ferrovias que responde pela obra, não cumpriu condições socioambientais previstas na licença de instalação, concedida em novembro passado.

Os quatro trechos que tiveram licença suspensa, orçados em R$ 2,5 bilhões, estão entre Caetité e Ilhéus (BA). No total, a Oeste-Leste, que irá até Figueirópolis (TO), deverá consumir R$ 7,4 bilhões.

O Ibama não detalhou o que não foi cumprido. A Valec informou que apresentará documentos com as medidas adotadas até o momento.

Fonte: Folha de São Paulo / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

Voltar