Com ampliação, país terá malha da década de 1950.

20-08-2012 21:06

O plano anunciado pelo governo federal de construir mais 10 mil quilômetros de ferrovias vai apenas levar o Brasil a ter a mesma malha que existia há pouco mais de meio século.

Sinônimo de progresso, o transporte por trilhos, que semeou cidades por todo o país, chegou ao auge no final da década de 50, quando as estradas de ferro somavam 38 mil quilômetros no território brasileiro.

Atualmente, as vias férreas do país, de acordo com dados da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), somam 29 mil quilômetros, sendo 5 mil sem operação.

Antes dedicadas principalmente ao transporte de passageiros, as ferrovias começaram a ganhar importância na parte de carga principalmente a partir de 1970. Nessa época, entretanto, os trens já começavam a entrar em declínio devido ao incentivo ao transporte rodoviário no país.

Após o período de sucateamento, a malha foi concedida à iniciativa privada em 1997. Hoje, o modal ferroviário responde por um quarto do transporte de cargas no país.

Fonte: Intelog / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar