Centro de Excelência Portuária prepara sua reestruturação.

26-11-2014 16:22

Os possíveis novos formatos do Cenep foram debatidos na semana passada, na sede o órgão, em uma reunião entre autoridades, sindicalistas e os pesquisadores universitários envolvidos. Participaram representantes da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp, a administração portuária), da Prefeitura de Santos e do Sindicato dos Estivadores, assim como da Universidade Santa Cecília (Unisanta), da Universidade Católica de Santos(UniSantos), do Centro Universitário Monte Serrat (Unimonte) e da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes). 

As discussões giraram em torno do planejamento das atividades do Centro de Excelência, que é estudado por professores dos quatro centros de ensino.
 
“Já aconteceram 17 reuniões para tratar do assunto. Estamos em fase final, mas ainda não é uma etapa conclusiva do processo de reestruturação do Cenep”, explicou o presidente da entidade, Esmeraldo Tarquínio Neto.
 
Caminhos
 
O principal dilema enfrentado pela direção do Cenep é definir se ele atuará como um gestor de programas de capacitação ou se será uma escola de formação de mão de obra qualificada. Na primeira opção, o Centro de Excelência apenas contrataria os cursos junto a empresas especializadas, selecionando-os com base na necessidade de capacitação do trabalhador portuário.
 
Se atuar como uma escola, o Cenep aplicaria os cursos, elaborando-os e contratando os professores. "Dentro deste contexto, são muitas as opiniões e ainda estão sendo feitos os ajustes necessários para decidirmos para onde caminhar”, destacou Tarquínio.
 
Segundo o presidente do Cenep, neste ano, 3.520 trabalhadores foram capacitados pelo órgão. Deste total, 3.219 são trabalhadores portuários avulsos (TPAs) e 301 funcionários de terminais. Somadas, foram 98 mil horas de cursos ministrados pela entidade em 2014.
 
Para o presidente do conselho curador do Cenep, Bechara Abdala Pestana Neves, a parceria com todos os envolvidos na capacitação portuária fará com que o novo planejamento tenha um resultado melhor “Temos aqui um colegiado muito rico e que trará uma resposta muito boa com o que se espera do Cenep”.
 
Estratégias
 
Entre as ações estratégicas previstas para o Centro de Excelência Portuária, estão a realização de parcerias técnicas para a transferência de tecnologia e treinamento, além de convênios para atender à demanda de cursos não oferecidos diretamente pelo órgão.
 
Além disso, a ideia é identificar e documentar as necessidades de alteração nos conteúdos dos cursos disponibilizados pela Marinha (através do Fundo de Desenvolvimento do Ensino Profissional Marítimo).


Fonte: A Tribuna / Usuport - Adaptado pelo Site da Logística.


Voltar