Aeroporto passará por reforma e tem previsão de entrega para julho de 2013.

03-04-2012 22:41

A Secretaria de Comunicação Social do Governo da Bahia (Secom) anunciou, na tarde desta terça-feira (3), a reforma e ampliação do Aeroporto Internacional de Salvador. A obra é um dos projetos prioritários que serão implantados na cidade até a Copa de 2014. A reforma tem investimento de R$ 64,3 milhões e previsão de entrega para julho de 2013.

O Aeroporto de Salvador responde por mais de 30% da movimentação de passageiros do Nordeste. Diariamente, cerca de 19 mil passageiros circulam pelo terminal. A média é de 240 pousos e decolagens, com voos domésticos e internacionais.

Em março, o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, relatou que a capital baiana precisará construir um aeroporto dentro de dez anos. Recife e Porto Alegre também vão precisar de novos aeroportos por uma questão de limitação física. Segundo a assessoria da Infraero, devido ao crescimento demográfico, os terminais atuais não conseguirão atender à demanda.

De acordo com a Secom, o Porto de Salvador também será reformado. Serão investidos R$ 30,2 milhões, com entrega prevista para julho de 2013

A validação dos projetos foi a pauta da reunião do Comitê Gestor do evento, realizada na manhã desta terça-feira (3), na Companhia de Processamento de Dados da Bahia (Prodeb). Participaram os secretários estaduais Rui Costa (Casa Civil), Ney Campello (Secopa), Cícero Monteiro (Desenvolvimento Urbano), José Sergio Gabrielli (Planejamento), Domingos Leonelli (Turismo) e Maurício Barbosa (Segurança Pública).

Os projetos incluem a construção da Arena Fonte Nova e qualificação do entorno (R$ 650,7 mi), melhoria da mobilidade urbana e acessibilidade (R$ 1,64 bi), requalificação e infraestrutura turística (R$ 437,5 mi), qualificação profissional dos atores envolvidos (R$ 98,5 mi), fortalecimento da cultura local (R$ 110 mi), infraestrutura digital (R$ 3 mi), segurança pública (R$ 524,7 mi), requalificação da rede hospitalar (R$ 210,1 mi) e legados sociais (R$ 170,1 mi).

Comitê Organizador Unificado - Durante a reunião foi discutida também a formação do Comitê Organizador Unificado, que será formado por órgãos do Governo do Estado e da Prefeitura de Salvador. Trata-se de uma instância prevista no Plano Diretor da Copa, com a finalidade de monitorar as ações e projetos do Mundial de Futebol de 2014.

Fonte: Correio - Adaptado pelo Site da Logística.

 

Voltar